top of page
  • Foto do escritorLeonardo S. Paduan

PALÁCIO QUITANDINHA: PARADA OBRIGATÓRIA EM PETRÓPOLIS

O Palácio Quitandinha em Petrópolis é uma das atrações turísticas mais requisitadas e populares da região serrana do Rio de Janeiro. Se você estiver na região essa é uma parada obrigatória na sua viagem!

Palácio da Quitandinha em Petrópolis Rio de Janeiro
Foto: Ao fundo Palácio da Quitandinha. Prédio branco, com telhado em cor cinza, algumas árvores nas laterais e carros estacionados na frente

FAZENDA QUITANDINHA - HISTÓRIA ANTES DO PALÁCIO:

A Fazenda Quitandinha, localizada na região serrana do Rio de Janeiro, próxima à cidade de Petrópolis, tem uma história que remonta ao século XIX, quando a área era habitada por fazendeiros e pequenos proprietários rurais. As terras férteis da fazenda permitiam a produção de café, frutas hortaliças, além da criação de gado, atividades econômicas predominantes na região.

Já no século XX, em meados da década de 1930, com a construção da Estrada Rio-Petrópolis, a cidade serrana, próxima à capital carioca, transformou-se num local de fácil acesso, chamando a atenção do empresário mineiro Joaquim Rolla, proprietário do Cassino da Urca (Rio de Janeiro) e do Cassino Icaraí (Niterói), entre outros. Assim, começou a história da Construção do Palácio da Quitandinha.


A HISTÓRIA DO PALÁCIO:

O Palácio, na verdade, foi construído para ser um hotel de luxo e cassino. A ideia do empresário Joaquim Rolla era ter um estabelecimento que rivalizasse com os melhores espaços da Europa e dos Estados Unidos. O objetivo do seu idealizador era atrair a elite brasileira e internacional. As obras do Palácio da Quitandinha começaram em 1941 e duraram três anos. A construção custou cerca de 25 milhões de dólares, ao todo cerca de 1.500 operários trabalharam no projeto.

A concepção do palácio teve inspiração em diversos estilos arquitetônicos, como o neoclassicismo, art déco e o barroco. Para a construção, Rolla contratou renomados profissionais da engenharia, arquitetura e paisagismo de todo o mundo. Uma dessas profissionais é a Dorothy Draper, uma das mais renomadas designers de interiores do século XX. Ela contribuiu com ideias e sugestões para a escolha de cores, tecidos, móveis e objetos de decoração, criando ambientes considerados elegantes, sofisticados e até um pouco excêntricos para a época. Boa parte dessa decoração está presente até hoje no Quitandinha.

Hall PalácioQuitandinha - Sesc Petrópolis
Hall do Palácio Quitandinha. Chão de mármore preto, ao fundo algumas escadas. Ao centro jogo de poltronas vermelhas. Foto: Leonardo S. Paduan

Após a conclusão das obras, logo se tornou um destino popular para celebridades, políticos e outros membros da elite. Após a proibição dos jogos de azar no Brasil, por meio de decreto do Presidente Gaspar Dutra em 1946, o Palácio Quitandinha foi transformado em um hotel convencional. O hotel continuou a ser popular até o final da década de 1960, quando mudanças na indústria do turismo e a crescente concorrência de outros hotéis na região levaram ao seu declínio.

Após anos de descaso, em 1996, o Palácio Quitandinha foi adquirido pelo Serviço Social do Comércio (SESC), uma organização sem fins lucrativos. O SESC renovou o palácio e o transformou em um centro de convenções e cultura, com salas de exposições, um teatro, um espaço de eventos e outras instalações para atender as necessidades dos visitantes.

Salão Mauá Palácio Quitandinha Petrópolis.
Foto: Salão Mauá (local onde ficava o antigo cassino). Descrição: Salão em formato oval, da cor azul, cheio de janelas. Ao centro instalação de uma das exposições do SESC. Foto: Leonardo S. Paduan

PALÁCIO MEGALOMANÍACO

Uma das coisas que impressiona no Quitandinha é a grandiosidade das instalações. O palácio tem uma área total de mais de 50 mil metros quadrados e é composto por vários prédios interligados. Ao todo o espaço conta com 440 apartamentos luxuosos (inclusive é possível se hospedar no Quitandinha, existem apartamentos em sites como Booking e Airbnb).

Além dos quartos, o palácio tem várias salas de estar e jantar, salões de festas, um teatro, uma boate, uma sala de jogos, uma piscina coberta, um spa e várias outras áreas de lazer.

Teatro Palácio Quitandinha
Teatro do Palácio Quitadinha. Formato oval, com cadeiras com estofado cor de rosa, ao fundo palco. Foto: Leonardo S.Paduan


O cassino foi uma das principais atrações do palácio na época, ocupava uma área de cerca de 4 mil metros quadrados e contava com uma grande variedade de jogos. A piscina coberta térmica, tem formato de piano de calda e conta com uma área de cerca de 2 mil metros quadrados, foi uma das maiores do mundo na época em que o palácio foi construído.

Piscina interna Palácio Quitandinha
Piscina interna do Palácio Quitandinha - Em formato de um piano de calda. Foto: Leonardo S. Paduan
EVENTOS E VISITAS ILUSTRES

Galeria das Estrelas - Palácio da Quitandinha.
Galeria das Estrelas - Palácio da Quitandinha. Foto: Leonardo S. Paduan

O Palácio foi palco de grandes shows e eventos com a participação de artistas, cantores(as), políticos e celebridades brasileiras e mundiais. Nomes como: Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek, Eva Perón, Harry Truman Carmen Miranda, Grande Otelo, Virgínia Lane, Greta Garbo, Oscarito, Walt Disney, Orson Welles, Lana Turne já se hospedaram no hotel ou desfrutaram das instalações.


Alguns desses artistas que se apresentavam no Palácio do Quitandinha ganharam painéis na "Galeria das Estrelas do Palácio".



Em 1947, o Palácio Quitandinha sediou a 2ª Reunião de Consulta dos Ministros das Relações Exteriores da Organização dos Estados Americanos (OEA), que foi um evento importante para a história da política internacional nas Américas. A reunião contou com a presença de representantes de vários países da região, que discutiram questões políticas, econômicas e sociais.


Salão de Convenções no Palácio da Quitandinha em Petrópolis
Salão de Convenções onde ocorreu 2ª Reunião de Consulta dos Ministros das Relações Exteriores da Organização dos Estados Americanos (OEA). Foto Leonardo S. Paduan

Além disso, o Quitandinha também foi cenário de alguns filmes como "Carnaval Atlântida; Quando o Carnaval Chegar; Uma Pantera em minha Cama; Chacrinha: O Velho Guerreiro". O Palácio também foi palco de algumas das primeiras edições do concurso Miss Brasil.

Teatro Palácio Quitandinha em Petrópolis
Um dos teatros do Quitandinha onde acontecem eventos até hoje. Foto Leonardo S. Paduan

LAGO QUITANDINHA

Para finalizar, na frente do Palácio existe um lago artificial que foi construído como parte do projeto de construção do palácio, na década de 1940. Com uma área de cerca de 48 mil metros quadrados e uma profundidade média de três metros. Inclusive ao lado do lago, na época da sua construção, foi feito uma praia artificial, com areias da praia de Copacabana. Atualmente, a areia deu espaço a um gramado.

O Lago Quitandinha tem o formato do mapa do Brasil. . O lago oferece diversas atividades, como passeios de pedalinho, caiaque e stand-up paddle, além de caminhadas e corridas ao redor de sua orla. Também é utilizado para a prática de esportes aquáticos, como vela e remo, e é palco de eventos esportivos e culturais, como o Festival de Inverno de Petrópolis, que acontece anualmente na cidade.

Lago da Quitandinha em Petrópolis
Lago da Quitandinha. Vista de uma das janelas do Palácio da Quitandinha (Foto: Leonardo S. Paduan)

A VISITAÇÃO:
Pátio da Fonte Palácio Quitandinha Petrópolis
Pátio da Fonte - Fonte decorativa. Foto: Leonardo S. Paduan

Existem duas formas de visitar o Quitandinha, visitação livre ou guiada:

  • Visitação livre: Nesse tipo de visita, os visitantes podem percorrer livremente as áreas públicas do palácio, incluindo o saguão, o salão de baile, o teatro e o jardim. Gratuita.

  • Visitação guiada: é conduzida por um guia turístico que apresenta os principais pontos do palácio e fornece informações históricas sobre a construção e a história do local. De acordo com o site do SESC a partir de fevereiro de 2023, essa modalidade passou a ser gratuita.

DICA: Se você tiver tempo vale a pena fazer o tour guiado. Além de ter mais informações e detalhes da história, o guia traz diversas curiosidades e informações sobre toda a história da região, de Petrópolis, e propriamente do Quitandinha. E após a visita guiada, você fica livre para andar pelas instalações.

Jardim de Inverno palácio da Quitandinha em Petrópolis
Gaiola do antigo Jardim de Inverno do Palácio. Quando o Hotel-Cassino era ativo haviam araras no local e outras espécies da fauna e flora local.

Na visitação, tanto livre, quanto guiada, você tem acesso aos teatros, salões de estar e convenções, cozinha, hall, biblioteca, áreas de eventos, bibliotecas, sala de imprensa, antigo jardim de inverno (foto ao lado), Galeria das Estrelas e muito mais.

Você só não tem acesso aos quartos, pois são apartamentos de propriedade privada, mas existe a possibilidade de alugar alguns deles para hospedagem.

É uma tour com aspecto cultural-histórico e bastante divertida. Com certeza você ficará impactado(a), com a grandiosidade dos ambientes e da história do Quitandinha!



Além disso, como o espaço é de propriedade atual do SESC, existem algumas exposições, oficinas e eventos que podem acontecer no local. Por isso, vale a pena conferir no site do SESC para ver o que pode ter na programação do Quitandinha. No dia que fizemos a visitação estava a exposição interativa "Afago".


Exposição Afago no meio do Palácio da Quitandinha em Petrópolis
Peça da exposição Afago. Instalação representando um coração. Foto Leonardo S. Paduan


COMO CHEGAR?

O Palácio da Quitandinha fica localizado na Av. Joaquim Rolla, 2 - no bairro da Quitandinha, fica a cerca de 5 km do centro histórico da cidade. Você pode chegar no Quitandinha partindo do centro de Petrópolis de carro, ônibus, uber ou até fazendo um tour com agência local. Veja como fazer isso:


  • Carro: Do centro histórico, pegue a R. Monsenhor Bacelar até R. Visc. de Itaboraí no bairro Valparaíso. Lá você vai entrar na Av. Portugal até Av. Getulio Vargas. Por fim chegará na Av. Joaquim Rolla. As ruas são bem sinalizadas e fácil de encontrar o Palácio. São cerca de 12 minutos de trajeto. Há um estacionamento gratuito disponível no local.

  • Ônibus: Existem diversas linhas de ônibus que passam pelo bairro Quitandinha, nas imediações do Palácio. Entre as linhas estão: 180, 404, 438, 519, 526. É possível consultar as rotas e horários no site da empresa de transporte público da cidade.

  • Táxi ou Uber: Para quem prefere não dirigir, é possível utilizar táxis ou aplicativos de transporte, como o Uber, para chegar ao Sesc Quitandinha. É possível solicitar um carro diretamente do centro histórico de Petrópolis ou de outras áreas próximas.

  • Tour: Algumas empresas de turismo oferecem tours pela cidade de Petrópolis que incluem visitas ao Sesc Quitandinha. É possível verificar os pacotes disponíveis e preços com as empresas locais de turismo.


Mapa para chegar ao Palácio da QUitandinha
Mapa de Petrópolis. Destino Palácio da Quitandinha (Google Maps)

Horários de Funcionamento:
  • Central de Relacionamento (Credencial): Terça a sexta, exceto feriados, de 9h30 às 17h.

  • Bilheteria: Terça a domingo e feriados, das 9h às 18h.


Preços:

Visita Livre (Gratuita) Terça a domingo e feriados, 10h às 17h.

Visita Guiada (Gratuitas) Terças a sextas, 10h30 às 16h30*. Sábados, domingos e feriados, 10h30 às 16h*. *Saídas realizadas mediante disponibilidade da data específica, diretamente na Bilheteria da Unidade. Não há necessidade de agendamentos para a realização de visitações guiadas.


Visitação ao Lago Terça a domingos e feriados, 9h às 18h*. Grátis.

*Em condições climáticas desfavoráveis, o Lago será fechado.


Acessibilidade:

Por se tratar de um edifício histórico, a acessibilidade é um desafio, mas o SESC Quitandinha oferece diversos recursos para garantir que todos os visitantes possam desfrutar das atividades e espaços disponíveis. A entrada principal tem uma rampa de acesso. O térreo do prédio tem diversos espaços acessíveis, como o teatro e a biblioteca. Há também um elevador que dá acesso aos outros andares do prédio.

Os banheiros do Sesc Quitandinha são adaptados para pessoas com mobilidade reduzida e há sinalização em braille em algumas áreas. Além disso, os espaços e atividades oferecidos pelo Sesc Quitandinha são projetados para garantir a inclusão e participação de pessoas com deficiência. O Sesc Quitandinha também oferece um serviço de atendimento ao visitante, que pode auxiliar as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida a aproveitar ao máximo as atividades e espaços disponíveis na unidade.


Tour Virtual:

Caso você "não ligue para spoilers" e quiser também pode conhecer um pouco mais das instalações do Palácio da Quitandinha faça o tour virtual.

824 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • instagram_PNG11
  • Tumblr Social Icon
  • Spotify Social Icon

REDES SOCIAIS

Foto: Abrindo a Cabeça logo
Foto Leonardo Spagiani Paduan
bottom of page