CABEÇA NA COPA 2018


Sugestão: Escute nossa playlist do Spotify com os temas das Copas do Mundo (CLIQUE AQUI).

História, Geografia, Cultura e Futebol. Palavras soltas, mas que podem ser encontradas todas em um único evento: Copa do Mundo. Realizada de 4 em 4 anos, o maior evento esportivo reúne, atualmente, 32 nações em um país para disputar o título mundial. Os olhos do mundo, inclusive das nações que não participam do evento, estão voltadas para o país sede durante os dias do evento e para as partidas. Por isso, vamos fazer uma série especial falando sobre os países participantes da Copa. Começando pela Rússia, o país sede.


#Pracegover: Imagem de silhueta de uma cabeça cortada ao meio. No topo da Cabeça uma bola de futebol com os gomos do mapa mundi. No centro da arte escrito "Cabeça na Copa". Plano de fundo vermelho com alguns detalhes.

Mas, antes vamos falar da história das Copas.

O INÍCIO

O movimento para a criação da primeira Copa do Mundo inicia-se através do primeiro amistoso internacional de futebol que foi realizado em 1872, entre as seleções da Inglaterra e Escócia, até então o esporte era praticamente jogado apenas dentro da Grã-Bretanha. Ao final do século XIX o futebol começou a ampliar o seu número de adeptos, e por isso se tornou um esporte de demonstração (sem disputa de medalhas) nos Jogos Olímpicos de Verão de 1900, 1904. Sendo que nos próximos Jogos em 1908 tornou-se um esporte oficial das Olimpíadas.


#Pracegover: Desenho de uma partida de futebol. Bola no alto em disputa e vários jogadores observando a bola, próximo ao gol que encontra-se na esquerda. Ao fundo prédios e construções

O torneio de futebol dentro das Olimpíadas era organizado pela Football Association, entidade que controla o futebol na Inglaterra, sendo um evento voltado para jogadores amadores, e na época não foi considerado uma real competição, mas apenas mero espetáculo. A seleção amadora da Inglaterra sagrou-se campeã nas edições, 1908 e 1912.

Em 1914, a FIFA reconheceu o torneio olímpico como uma "competição global de futebol amador”, tomando para si a responsabilidade em organizá-lo. Com isso, nas Olimpíadas de 1924, houve a primeira disputa de futebol intercontinental, na qual o Uruguai consagrou-se campeão, feito repetido na Olimpíada seguinte. Além destas conquistas, o apelido com que a seleção uruguaia é conhecida até hoje - "Celeste olímpica".

A PRIMEIRA COPA É DA CELESTE

Em 28 de Maio de 1928, o presidente da época da FIFA Jules Rimet decidiu criar um campeonato mundial próprio, iniciando a partir de 1930. O país escolhido para a primeira Copa foi o Uruguai. Alguns fatores foram decisivos para escolha como: as comemorações do centenário da independência do Uruguai, em 1928, às conquistas olímpicas do futebol da Celeste e a grave crise econômica que enfrentava a Europa.

As seleções europeias tiveram dificuldades de realizar suas viagens transatlânticas, além disso, os clubes europeus vetaram a convocação de seus principais jogadores, pois ficariam desfalcados durante dois meses. Além disto, alguns países europeus protestaram que a primeira Copa do Mundo fosse fora de seu continente e boicotaram o evento, tornando praticamente um torneio pan-americano.

Portanto, a primeira Copa do Mundo foi organizada de um modo bem diferente do que é realizado nos dias atuais, não ocorreram eliminatórias para as vagas e as 13 seleções que jogaram foram convidadas. Outro dado curioso é que o sorteio dos grupos foi realizado somente após a chegada das seleções em território uruguaio. A final foi disputada no Estádio Centenário, e a seleção uruguaia sagrou-se como primeira campeã da Copa do Mundo, após vencer na final a Argentina, vencida pelo Uruguai por 4 a 2. A Celeste pode ficar, por quatro anos, com a taça Jules Rimet.


#Pracegover: Foto dentro do Estádio Centenário. No centro gramado e ao fundo arquibancadas azuis

ELIMINATÓRIAS

Na Copa seguinte, realizada em 1934 na Itália, a qual o país sede também sagrou-se campeão, já ocorreram algumas mudanças no formato do torneio. O sistema de eliminatória foi adotado, agora as seleções não eram apenas convidadas, teriam de disputar partidas anteriores para ganhar a vaga no principal torneio de futebol do mundo, organizado pela FIFA. Durante o período de 1934 a 1970 não ocorreram grandes mudanças estruturais no torneio, apenas pequenas adaptações

PAUSA PELA GUERRA

Assim, a Copa do Mundo passou a ser disputada de quatro em quatro anos, sem interrupções, com exceção do período da Segunda Guerra Mundial que fez parar a competição por 12 anos, impedindo a realização das Copas de 1942 e 1946, sendo retomado em 1950 tendo como sede, o Brasil.

CARTÕES

Até a Copa de 70, não existiam cartões. Até o mundial de 1966, quando algum jogador realizava alguma penalidade, o juiz precisava advertir de forma interpretativa e verbal. Isso geralmente causava confusões. Em 1966, no jogo entre Inglaterra e Argentina, o capitão argentino, Antonio Rattín, começou a gesticular ao término do primeiro tempo exigindo um intérprete, pois o árbitro alemão, Rudolf Kreitlein, logo no início da partida, já tinha advertido três jogadores de seu time.

O árbitro pensou que os gestos do jogador fossem xingamentos e acabou expulsando-o. Rattín não quis sair, alegando não entender o juiz e a punição. Essa atitude gerou uma confusão generalizada, que acabou com o argentino retirado de campo, escoltado por soldados.

Com o intuito de adequar as transmissões e dinamizar o esporte, a FIFA introduziu o uso dos cartões amarelo e vermelho, e as substituições por jogo já na Copa de 70. Porém, o primeiro primeiro CARTÃO VERMELHO a ser mostrado em mundiais ocorreu em 1974, sendo mostrado pelo árbitro turco Dagon Barbacan, para variar, ao jogador brasileiro Luis Pereira.


#Pracegover Luis Pereira recebe cartão amarelo no início do jogo contra a Holanda, pela Copa do Mundo de 1974. Na foto arbitro com pegando cartões na mão, jogador da holanda na beira do gramado olha número nas costas de Jogador Brasileiro que está parado com os braços para trás.

A JULES RIMET É NOSSA

Ao conquistar o terceiro título o Brasil ficou definitivamente com a posse da Taça Jules Rimet, na mesma edição de 1970, realizada no México. A partir da edição de 1974 a nova taça (Taça FIFA) é entregue aos vencedores, sendo este formato de taça utilizado até hoje.

GLOBALIZAÇÃO DA COPA

Até 1978 o número máximo de seleções era 16. A Copa da Espanha em 1982 foi a primeira Copa do Mundo com 24 seleções. Em 1998 houve um novo alargamento. Passaram a disputar da fase final da Copa do Mundo de futebol 32 seleções. A partir de 1994 a vitória na fase de grupos, passou a valer 3 pontos. O vencedor ganhava 2 pontos até a Copa de 1990. Em 1998 foi introduzido o “Gol de Ouro”, ou seja, se uma partida acabasse empatada na fase de mata-mata aquele que fizesse um gol venceria. O “gol de ouro” durou até a Copa de 2002 apenas.

A globalização da Copa do Mundo pode ser evidenciada a partir da edição em 2002, pois foi o primeiro mundial disputado fora do eixo Europa-Américas realizada na Ásia. Além disso, foi a primeira edição realizada em dois países diferentes.

Isso refletiu também nos resultados do campo, pois foi a primeira Copa que um time fora do eixo Europa-América chega entre os quatro primeiros; primeira Copa em que pelo menos uma das seleções a Europa, América do Sul, América do Norte, Ásia e África chegam às oitavas-de-final. A Copa da Coréia do Sul e Japão foi uma Copa de novidades do mundo globalizado. A Copa do Mundo que foi realizada na África do Sul, EM 2010, consolida esta tendência.

Para demonstrar uma evolução do futebol, a FIFA, de acordo com seu site oficial, atualmente possui 211 países associados mais do que a própria ONU. Devido a este crescimento, para alcançar a classificação para Copa do Mundo, passou por mudanças, as eliminatórias hoje estão mais extensas e envolve praticamente todas as nações do mundo. Ou seja, mais de 200 seleções são postulantes a 32 vagas, no modelo atual, para participar da competição.

A Rússia será o 18º país sede, em 21 edições do torneio. Confira lista abaixo.

SEDES DA COPA 1930 - 2018


Com esse resumo das Copas damos início ao Projeto "Cabeça na Copa". Em breve mais posts sobre os países participantes do torneio.

#CopadoMundo #futebol

CONHEÇA HUARAZ

O PARAÍSO NATURAL PERUANO

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • instagram_PNG11
  • Tumblr Social Icon
  • Spotify Social Icon

REDES SOCIAIS

Foto: Abrindo a Cabeça logo
Foto Leonardo Spagiani Paduan

ABRINDO A CABEÇA

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round

DICAS DE VIAGEM, CULTURA, CURIOSIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS, HISTÓRIAS DE MOCHILÃO E MUITO MAIS