AS BELEZAS DA COLÔMBIA


**SUGESTÃO: Lista do Spotify da Colômbia (aqui)

A Colômbia tem sido descoberta pelos brasileiros. O turismo de uma forma geral tem crescido bastante no nosso vizinho. O país internacionalmente conhecido pelo seu café, tem muitas belezas naturais e lugares incríveis para serem visitados. A Colômbia possui praias deslumbrantes, belas montanhas e um pedaço da Amazônia. Ou seja, se você procura belezas naturais é um prato cheio para você.


#Pracegover: Foto Cartagena. No canto esquerdo muros da fortaleza de San Filipe de Barajas. No canto direito inferior um canhão. Ao fundo alguns prédios. Céu com algumas nuvens.

ENTRADA NO PAÍS:

Para os brasileiros(as) que desejam visitar a Colômbia, não é necessário o passaporte. Mas, se você quiser um carimbo a mais, pode levar o passaporte sim. Você pode entrar no país apenas com o RG. ATENÇÃO: CNH não é válido como documento para ingressar no país. Na lista do MRE (Ministério das Relações Exteriores do Brasil) afirma que é necessário o Certificado de Vacinação Internacional contra Febre Amarela. Existem, muitos relatos que normalmente não é exigido na imigração. Porém, é melhor não arriscar.

A COLÔMBIA DA RHAISSA

Pronto, documentos na mão, agora vamos conhecer mais a Colômbia. Nossa guia virtual pelo país será a brasileira Rhaissa Rodrigues. Ela que já mora no país há pouco mais de 2 anos e meio. "O mestrado me proporcionou muitas experiências, além do ensino científico. Lá tive a oportunidade de conhecer muitos colombianos, peruanos, equatorianos entre outras nacionalidades latinas. Naturalmente surgiu o interesse de conhecer esses países que traziam essas pessoas tão incríveis para minha vida e foi assim que fui, primeiramente, ao Peru e depois a Colômbia. Amei tudo que vivi e conheci nesses dois países. Depois de ter vivido essas duas grandes experiências comecei a namorar um colombiano e não tive dúvidas em aproveitar a oportunidade de vir a viver por essas terras. Atualmente, aqui estou trabalhando com o que amo e aproveitando a cultura local. Não penso em estar aqui por mais muito anos, quero poder ter a experiência de morar em outros países e receber o que venho recebendo aqui", explicou.


#Pracegover Foto em Cali . Mulher (Rhaissa) sentado com braços abertos de calça, tênis, blusa azul e óculos escuros. Ao fundo alguns prédios.

Antes de viajar para o país, a brasileira afirma que não tinha nenhuma expectativa. "Eu pensava que encontraria um filme de bang bang por aqui. Era completamente ignorante em relação a Colômbia. Quando cheguei fui surpreendida, positivamente, por conhecer um país tão pequeno e com tanta diversidade natural", destacou.

Rhaissa conta que a experiência de morar fora do Brasil tem sido muito enriquecedora e que tem feito ela abrir sua cabeça sobre diversos assuntos. "Tudo que venha com essa experiência, seja bom o ruim nos faz evoluir como seres humanos pensantes. Hoje sou muito mais tolerante as diferenças. Além disto, entendo que a cultura de um país está enraizada na personalidade de seus habitantes e que isso não se modifica, se busca entender e respeitar", ressaltou.

O QUE VISITAR?

Durante estes anos vivendo na Colômbia, a brasileira afirma que já pode conhecer diversas cidades de quase todos os departamentos do país. "Já tive oportunidade de conhecer: San Gil, Barichara, Bucaramanga, Santa Marta, Barranquilla, Cartagena, Manizales, Medellín, Riosucio, Pereira, Aramenia, Salento, San Andrés, Choachí, La Vega, Tobia, Suesca, Villa de Leyva, Nuquí, Rioacha, Valledupar, Cali, Buenaventura, etc", enumerou.


#Pracegover: Foto. Casal sentado em uma pedra na margem de um rio. Atrás um rio. Do outro lado da margem uma pequena montanha. Céu azul com poucas nuvens. No canto direito superior uma árvore no topo do barranco onde está sentado o casal.

Entre os lugares que a brasileira mais gostou de conhecer estão as praias colombianas. "As águas das praias do caribe são quentinhas, muito diferente das águas frias do Rio de Janeiro. Eu sou o tipo de turista que se impressiona mais com a beleza do mar e tudo que combina com ele. Ou seja, praia, sol, gente extrovertida. Por isso, não teve como não se impressionar com a ilha de San Andrés. Com certeza é o meu destino favorito",


#Pracegover: Foto em San Andrés. No centro da foto mulher (Rhaissa) sentada em uma pedra e com um braço erguido. Ao fundo mar azul bem claro, com algumas tonalidades de azul mais escuro. Céu azul com poucas nuvens ao fundo.

Entre os lugares imperdíveis na Colômbia, a brasileira também citou o Parque Natural Nacional Tayrona, uma área natural protegida no norte do país, próximo a cidade de Santa Marta. O parque apresenta uma biodiversidade, apresentando uma variedade de climas e relevo que varia desde o nível do mar a 900 metros de altitude. O Parque foi declarado parte integrante da rede internacional de Reservas da Biosfera pela UNESCO.


#Pracegover: Foto Parque Tayrona. Praia. No canto esquerdo alguns coqueiros na beira da praia. No lado direito mar com algumas pedras ao fundo. Mar azul bem claro com alguns pontos de tom mais escuro. Ao fundo algumas montanhas.

Já para os amantes de esportes radicais, Rhaissa recomenda a cidade de San Gil que oferece várias atrações para isto. A pequena cidade com cerca de 45 mil habitantes, fica localizada no departamento de Santander, a cerca de 300km da capital do país, Bogotá.


#Pracegover: Foto de pequena lagoa, com paredão atrás basicamente de pedra, com um pouco de grama no topo. No canto esquerdo homem de pé ao lado da lagoa. No meio da lagoa de água azul 2 pessoas nadando.

Normalmente, os brasileiros ao viajar para Colômbia ficam procuram visitar: Medellin, Catagena e San Andrés. Rhaissa aconselha a acrescentar algumas outras cidades no roteiro. " A Colômbia tem muitas cidades bonitas e totalmente diferentes entres elas apesar da proximidade geográfica. Sugiro Cali, San Gil, Nuquí, Villa de Leyva y Deserto de Tatacoa", concluiu.


#Pracegover: Foto no Deserto de Tatacoa. Rhaissa com seu namorado abraçados. Atrás paredão de pedra.

COSTUMES

Nossa amiga afirma que a Colômbia tem muitas características parecidas com o Brasil. " (O povo colombiano) Como todo latino é bastante felizes mesmo com as dificuldades diárias das nossas realidades. Além disto, posso dizer que os colombianos são receptivos com todos. Com relação a nacionalidade nunca vivi ou percebi algum tipo de preconceito", afirmou.

A maior diferença que a brasileira identificou é com relação a comida. De acordo com ela a comida é farta no país. "Aqui se come muito. Um almoço normal sempre segue a sequência: sopa e prato principal. Eu geralmente se como a sopa não aguento seguir em frente, a sopa já é a própria refeição principal pelo seu tamanho exagerado. Outro costume é o abacate, eles comem abacate com a comida e é um alimento quase sagrado por sua importância na dieta colombiana", explicou.

Perguntada sobre o que mais gostou no país, além das praias, Rhaissa apontou os ritmos colombianos. "A música que se escuta aqui para mim é algo contagiante. Ritmos como salsa, reggaeton e vallenato conheci saindo da bolha que é o Brasil quando se pensa em música latina".


#Pracegover: Foto em Rio Sucio durante festival. Rhaissa e uma amiga abraçadas com uma pessoa fantasiada. Com uma mascara vermelha.

ESPANHOL DOS COLOMBIANOS(AS)

De acordo com Rhaissa, mesma a Colômbia sendo um país muito pequeno comparado ao Brasil, existem muitas diferenças internas, entre elas destaca-se o sotaque. "Cada região tem sua peculiaridade e o sotaque que mais considero agradável e fácil de ouvir é certamente o da capital, Bogotá. As regiões do litoral possuem sotaques carregados e com muitas palavras cortadas. Todas as diferentes regiões possuem suas gírias assim como ocorre no Brasil. Em relação a outros países onde se fala espanhol, no mestrado tive contato com muitos sotaques diferentes e no momento, trabalhando, com o sotaque da Espanha. Entre todos eles o espanhol falado em Bogotá, para mim, é o mais fácil de entender", apontou.

NARCOS

No final dos anos 80 e durante os anos 90, a Colômbia sofreu muito com o narcotráfico e principalmente com os carteis, entre eles, o que ficou mais famoso foi o Cartel de Medellin, comandado por Pablo Escobar. Foram tempos difíceis para o povo colombiano. A brasileira disse que este é um problema que ainda afeta o país, porém ela deu uma dica para os visitantes. "Acho que a principal dica de alguém que não tinha a mínima ideia do que era Colômbia é vir ao país livre do “pre-conceito” de que Colômbia se resume a FARC, cocaína e violência", indicou.


#Pracegover: Foto de Medellin. Em primeiro plano uma estátua no meio de uma praça de um homem em cima de um cavalo. Ao fundo o prédio de uma igreja. Na praça, algumas pessoas caminhando e sentadas nos bancos.

"Colômbia sofreu e ainda sofre muito com o narcotráfico. Mesmo com o processo de paz que se vive atualmente muitas cidades são reféns da guerrilha e desconhece a presença do Estado em suas rotinas. Na capital e nas principais cidades não se sente o que acontece nessas regiões mais longínquas e isso se reflete no pensamento da sociedade em relação ao processo de paz. No ano passado, houve um plebiscito para que a população opinasse em relação ao processo e foi evidente que as cidades que nunca sofreram votaram contra o processo e os benefícios que se dariam aos guerrilheiros em troca da paz. Se vê uma sociedade muito dividida pelas diferentes realidades que vivem", complementou.

ESTRUTURA TURÍSTICA: Com relação a infraestrutura do país, a brasileira disse que isso depende de cada cidade. "As mais visitadas certamente têm uma boa estrutura. A dificuldade maior que percebo é o idioma, aqui poucas pessoas que trabalham com turismo falam inglês", informou.

ACESSIBILIDADE: De acordo com as informações da nossa entrevistada, a Colômbia ainda precisa evoluir muito com relação a garantir dos direitos da pessoa com deficiência. "As ruas no geral não possuem estruturas que garantem a acessibilidade para aqueles que necessitam. Em algumas atrações turísticas da capital, como por exemplo os museus, você pode encontrar explicações em braile e certa facilidade de locomoção", lembra.

PRECONCEITOS: Com relação a temas como homofobia, machismo e racismo, Rhaissa afirma que a sociedade possui preconceitos, porém que não existe o debate, como acontece no Brasil. "A Colômbia, ao meu ver, é um país mais retrogrado nesse sentido. Aqui não se discute tanto o tema homofobia e racismo como no Brasil. Como mulher, sinto que é um país mais machista", ressaltou.

#Colombia #praias #AméricadoSul

CONHEÇA HUARAZ

O PARAÍSO NATURAL PERUANO

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • instagram_PNG11
  • Tumblr Social Icon
  • Spotify Social Icon

REDES SOCIAIS

Foto: Abrindo a Cabeça logo
Foto Leonardo Spagiani Paduan

ABRINDO A CABEÇA

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round

DICAS DE VIAGEM, CULTURA, CURIOSIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS, HISTÓRIAS DE MOCHILÃO E MUITO MAIS