VALLE DE LA LUNA: MAGNÍFICO CARTÃO DE VISITA DO ATACAMA

Atualizado: 9 de Jul de 2019


O Valle de La Luna é um dos passeios mais tradicionais do Deserto do Atacama, no norte do Chile. Normalmente, o tour pelo Valle de La Luna é o primeiro que viajantes e mochileiras(os) fazem quando chegam em San Pedro do Atacama, sendo portanto um excelente cartão de visita do deserto mais seco do mundo. O local é um paraíso natural, muito fotogênico, cheio de cenários incríveis para suas fotos do Instagram. Situado em um vale de origem vulcânico, o local, mais parece um vale lunar com uma beleza pitoresca e peculiar.

#Pracegover: Foto colorida. Morro em tons marrom e laranja, na sua frente um vale com pontos brancos. Ao fundo céu azul sem nuvens.

COMO FAZER O PASSEIO?

Basicamente, você terá 2 opções. A primeira opção é de bicicleta. Essa pode ser uma pode opção para os mais aventureiros e preparados fisicamente. Várias agências tem bikes para alugar, em média custa de 3000 a 5000 CLP (pesos chilenos)* o aluguel por um período e de 6.000 a 10.000 CLP* (pesos chilenos) o dia completo. A entrada do Valle está a cerca de 15km de San Pedro de Atacama e a pedalada até o parque é considerada de nível moderado, devido as condições climáticas.

A outra opção é um tour com as agências locais. Praticamente todas as agências de San Pedro fazem o tour. Os preços são dos mais variados possíveis, você encontrará passeios de 12.000 a 15.000 pesos chilenos**, como outros no valor de 40.000 ou 50.000 pesos chilenos**. As agências mais caras oferecem algumas coisas como lanche e bebidas.

Além do valor dos passeios você deverá pagar também a entrada do Vale que é de 2.000 pesos chilenos***. Em média esses tours tem 4h30 a 5h de duração e são realizados, normalmente, no período da tarde para ver o pôr do sol nos mirantes locais. Além do Valle de la Luna, também há paradas no seguintes locais: Vale de La Muerte, Las Tres Marias, El Cañon, Mirador Piedra del Coyote. LEMBRE-SE: Antes de fechar o passeio de confirmar se o roteiro é o mesmo, pois, as agências podem ter roteiros diferentes, ou por condições climáticas uma parte estar fechada.

* Preço aluguel bike - meio período: de R$ 17,30 a R$ 28,80. Dia inteiro: de R$ 34,50 a R$ 57,60 (cotação dia do post 09.05.19)

** Preço tours: Mais baratos (+-) R$ 70,00 a R$ 85,00. Mais caros: (+-) R$ 250,00 a R$ 280.00 (cotação dia do post 09.05.19)

*** Entrada do Valle de La Luna - aproximadamente R$ 11,50 (cotação dia do post 09.05.19)


#Pracegover: Foto colorida. No canto direito grupo de turistas de costas. A frente várias elevações (morros) e céu azul sem nuvens.

COMO É O PASSEIO?

O passeio com agências é feito em grupos pequenos de 15 a 20 pessoas no máximo. Normalmente, feito em minivans ou micro ônibus. Prepare-se para poeira, sol e vento. Esses 3 elementos acompanharam durante todo o passeio. Inicialmente, o guia faz uma breve introdução sobre o Deserto do Atacama e o Valle de La Luna, depois passa uma explicação e orientações antes de começar a caminhada. Já no Valle de La Luna começamos a andar entre alguns paredões arenosos e cânions de sal. São passagens estreitas.


#Pracegover: Foto colorida. Paredão de pedra. Na parte superior céu azul.


#Pracegover: Foto colorida. Turistas caminhando entre paredões de pedra.


#Pracegover: Foto colorida. Paredão de pedra dos dois lados. Na parte superior céu azul.

Em alguns momentos precisamos fazer certo contorcionismo para passar entre os vãos da trilha. Em alguns pontos entra em pequenas cavernas que precisa se agachar para seguir o caminho.


#Pracegover: Foto colorida. Homem curvado, entre paredes de pedras, com a sua mão estendida tocando em uma parede de pedra.

Ao final da primeira trilha entre os paredões, subimos um dos morros de onde podemos ter uma vista de cima de um pedaço do Vale.

#Pracegover: Foto colorida. Homem de costas olhando pra frente. Em cima de um morro. A sua frente outra montanha.

Na sequência retomamos a van que nos leva a próxima parada do tour. Uma formação rochosa denominada "Las Tres Marias", porém hoje em dia são apenas "2 Marias", pois, uma turista subiu para tirar fotos e acabou quebrando. Por isso, atualmente, existe uma corda de isolamento e não pode mais subir no local para tirar fotos.


#Pracegover: Foto colorida. Formação rochosa "3 Marias".

Na sequência o tour entramos na van novamente e fazemos uma parada próxima a terceira parada em uma antiga mina de sal. Neste ponto o guia dá opção de entrar ou não no local. Lá ele passa uma explicação de como o sal era extraído. O sal foi um dos produtos mais explorados no Atacama, hoje em dia na região as minas estão desativadas.

#Pracegover: Foto colorida. Vista de cima. Algumas pessoas dentro de um buraco. Paredes do buraco brancas de sal.

Por fim, mais uma volta de van até a última parada o Mirador de Kari e a Pedra do Coyote, para ver o pôr do sol. Vale ressaltar que cada empresa tem um roteiro, portanto seu passeio pode ter uma ordem diferente do descrito aqui.

#Pracegover: Foto colorida. Homem sentado na ponta de uma pedra em um desfiladeiro. Na sua frente vale de La Luna.


#Pracegover: Foto colorida: Por do sol. Ao fundo vulcão e algumas formações rochosas. Céu em tons de laranja e azul e algumas nuvens.

POR QUE CONHECER?

É um dos passeios mais incríveis que o Atacama oferece. A vista é diferente dos outros lugares que você conhecerá na região. Inclusive, a recomendação dos locais é de que esse seja o primeiro tour a fazer no Atacama, tendo em vista que é uma das menores altitudes na região. Aproximadamente 2.487 metros. É ótimo para sua aclimatação.


#Pracegover: Foto colorida. Sol a pino no topo da imagem. Céu azul sem nuvens. Em primeiro plano vários paredões de pedra.

O QUE LEVAR?
  • Jaqueta corta vento, (no final do passeio, no mirador venta muito e a temperatura cai bastante durante o pôr do sol)

  • sapatos confortáveis para caminhar,

  • touca ou boné,

  • óculos de sol,

  • protetor solar e protetor labial,

  • Água.

  • Celulares e câmeras para fotografar as belas paisagens.


COMO CHEGAR EM SAN PEDRO ?

Para chegar a San Pedro de Atacama, você tem basicamente 2 opções:

- Avião: voo direto de Santiago, com duração média de 2h e parar na cidade de Calama. De lá pegar transporte coletivo que leva direto para a cidade San Pedro, que fica a cerca de 100km (1h em média).

- Ônibus: Se você tiver tempo e quiser conhecer o Chile por terra, você pode pegar um ônibus de Santiago e fazer uma viagem de cerca de 24h direto para San Pedro. O meio terrestre, você irá passar por pequenas cidades do litoral e dos andes chilenos.

ACESSIBILIDADE:

Infelizmente, este passeio não é acessível, não sendo recomendado para pessoas com deficiência com mobilidade reduzida. Grande parte do passeio tem desníveis, passagens estreitas, etc.


#Chile #natureza #AméricadoSul #Atacama

CONHEÇA HUARAZ

O PARAÍSO NATURAL PERUANO

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • instagram_PNG11
  • Tumblr Social Icon
  • Spotify Social Icon

REDES SOCIAIS

Foto: Abrindo a Cabeça logo
Foto Leonardo Spagiani Paduan

ABRINDO A CABEÇA

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round

DICAS DE VIAGEM, CULTURA, CURIOSIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS, HISTÓRIAS DE MOCHILÃO E MUITO MAIS