UM DIA EM PARACAS


PARACAS é uma pequena cidade, com cerca de 4 mil habitantes, localizada no litoral do Peru. A cidadezinha está a cerca de 250 km de Lima (capital Peruana). Paracas é privilegiada em belezas naturais e reduto de uma grande diversidade de espécies de animais marinhos e aves. Se você estiver planejando em visitar o Peru, reserve um dia para conhecer PARACAS!


#Pracegover: Foto de Paracas. Céu azul com poucos nuvens. Ao fundo mar. Em primeiro plano algumas casas e prédios de Paracas.

COMO CHEGAR?

De Lima para Paracas: São cerca de 4h de viagem de ônibus. Existem algumas companhias que fazem o trajeto (Cruz del Sur, Oltursa - mais recomendadas) que fazem o trajeto, com várias disponibilidade de horário. A passagem fica em torno de 30 a 80 soles. Com a Cruz del Sur, fique atento ao site da empresa que sempre tem promoções de passagens e quase todo ônibus tem assentos "promocionais" , que saem bem mais baratos.

Paracas fica na região de Pisco, próxima de duas outras cidades turísticas: Nazca (famosa pelas linhas) e Ica (óasis). Caso, você for visitar estas cidades existem ônibus direto delas para Paracas. Além disto, existem agências de viagem em Nazca e Ica que fazem tours bate e volta para os principais pontos de Paracas. CONSELHO: Não faça tours de bate volta, a não ser que esteja apertado de tempo. Apesar, de que a cidade não tenha muito para ver. Vale a pena dormir passar uma noite em Paracas.

Existe também uma opção de uma espécie de ônibus turístico, o "Peru Hop". Basicamente, neste sistema você compra um ticket válido por x dias e você pode fazer vários trechos. Exemplo, você compra um ticket para 3 dias que inclua Lima, Paracas, Nazca, Ica e Cusco. Assim, você pode sair de Lima parar em Paracas e depois seguir para qualquer uma destas cidades com o mesmo ticket, dentro do prazo de 3 dias. São vários os pacotes e vários trechos que podem ser feitos, inclusive alguns roteiros incluem cidades do norte da Bolívia. Se tiver alguma dúvida, ou queira saber mais sobre os trechos disponíveis veja o site do Peru Hop (aqui) - disponível em inglês e espanhol.

ATENÇÃO: A maioria das cidades no Peru não possuem rodoviárias. Você embarca, diretamente, na Garagem ou em um terminal da própria Companhia. Então, fique atento(a) para isto.


#Pracegover: Mapa do Peru. Marcado no mapa Paracas (canto esquerdo próximo ao oceano Pacífico).

O QUE VER?

Paracas é muito pequena, uma típica cidade 2 placas (Bem-vindo e volte sempre). Porém, tem 2 atrações imperdíveis: as Islas Ballestas e Reserva Nacional de Paracas.

  • ISLAS BALLESTAS:

É arquipélago é acessível a partir do porto de Paracas. Por conta da grande quantidade de peixes presentes nas águas frias da corrente de Humboldt, as ilhas Ballestas constituem uma verdadeira reserva natural de aves, entre as espécimes que vivem na região estão: pinguim-de-humboldt, biguá-do-guano, grazina-inca, pelicano. Além de espécimes variadas de peixes e lobos marinhos.


#Pracegover: Foto. Dezenas de pássaros voando, abaixo mar e ao fundo algumas formações rochosas das islas balestas. Céu azul sem nuvens.

Para fazer o passeio as Islas Ballestas , você pode comprar seu ingresso direto numa cabine ao lado do píer de Paracas. Ingresso custa 13 soles. Existem opções de comprar ingressos conjuntos com a Reserva Nacional de Paracas. Fica a sua escolha, caso queira conhecer a outra atração. Os passeios são feitos em grupos em barcos confortáveis. É cerca de 2h30 de passeio. O tempo inteiro você fica dentro do barco. Porém, são feitas "paradas" para fotos e o guia contar um pouco da história local e da biodiversidade. A primeira pausa é no geoglifo famoso na região, conhecido como: "Candelabro". Seu desenho e técnica lembram as tão conhecidas linhas de Nazca. O Candelabro mede 180 metros de largura e sua idade estimada é de 2.500 anos. Seu significado até hoje é um mistério. A DICA: é sente-se do lado esquerdo do barco e de preferencia na frente é melhor para tirar fotos.


#Pracegover: Na parte inferior água do mar. Com pedras ao fundo e um morro com o geoglifo no formato de um "candelabro". Ao fundo um céu bem azul sem nuvens.

O passeio segue para próximo de outras ilhas que são verdadeiros santuários de aves e animais marinhos. Neste momento, o barco fica bem próximo dos animais e as máquinas fotográficas e celulares dos turistas começam a disparar fotos a todo momento.


#Pracegover: 4 leões marinhos deitados em uma encosta de pedras. No fundo no canto esquerdo no alto alguns passáros em cima de pedras. Céu azul sem nuvens.

  • Reserva Natural de Paracas

A Reserva Nacional de Paracas (RNP) é uma das Áreas Naturais Protegidas que preserva mostras representativas dos ecossistemas marinho-costeiros do Peru. Sua extensão abrange terra firme, grande parte do deserto de Paracas, ilhas e mar. Além da grande diversidade biológica ali protegida, também pode-se apreciar diversos sítios arqueológicos da cultura pré-inca Paracas, que se assentou em grande parte da reserva. Sua extensão é de 335.000 hectares, dos quais 35% pertencem a terra firme e ilhas e 65% correspondem a águas do mar. Os passeios podem ser feitas com agências de turismo, ou por conta própria. Em Paracas existem locais para alugar quadriciclos para visitar a Reserva.


#Pracegover: Foto. Parte deserta da Reserva. No canto esquerdo um caminho, marcado com pedras nas laterias, com algumas pessoas caminhando. Céu azul com nuvens.

A reserva também possui o Museu de Sitio Julio C. Tello. O local abriga cerca de 120 peças entre cerâmicas, tecidos e utensílios da cultura do povo de Paracas. Um dos pontos mais bonitos da Reserva a Playa Roja. Uma praia de areia escura, ao lado de um penhasco. A composição de cores da natureza é encantadora.


#Pracegover: Foto. Playa Roja. Lado esquerdo pequena elevação de terra cor amarelada. Areia da praia cor marrom meio avermelhada. águas do mar direita bem claras. Ao fundo um penhasco.

#TBT - MEU DIA EM PARACAS

Estive em Paracas em novembro de 2016, no meio do mochilão pela América do Sul. A cidade foi incluída no roteiro já no meio da viagem, conversando com outros mochileiros(as). Acho que valeu a pena ter feito uma parada na cidade. Para chegar em Paracas peguei uma tour com uma agência de Ica. O tempo de viagem é de cerca de 1h. Paguei 80 soles, estava incluso translado (Ica-Paracas) e ingresso das atrações do tour. Chegamos bem cedo na cidade e já pegamos o primeiro barco para as Islas Ballestas. As belezas naturais e a biodiversidade do arquipélago é impressionante.


#Pracegover: Foto 2 leões marinhos deitados nas pedras das Islas Ballestas, pouco abaixo outro leão marinho sentado olhando para "foto"


#Pracegover: Foto. Dezenas de leões marinhos deitados num pedaço de terra. Atrás uma formação rochosa com um buraco no meio. Em primeiro plano mar com alguns leões marinhos.

Depois das Islas, fui na Máquina del Tiempo. É uma apresentação com bonecos e um narrador, onde você entra em sala que seria uma "Máquina do tempo". A sala é uma espécie de elevador, ela se move e vai passando a história dos povos que habitaram a região. Uma das histórias contadas é de San Martin, que teria se inspirado nos flamincos da região para criar as cores da bandeira peruana. A atração é muito interessante para conhecer mais sobre a cultura local.

Porém, só vale a pena se você fechar um pacote (como foi meu caso). "Ganhei" o ingresso, por conta de que o tour comprei em Ica, pois ele seria um bate e volta. Como ficaria em Paracas foi um "brinde" a entrada para atração. O ingresso da apresentação é 15 soles para adultos e 10 para crianças. Está aberto todos os dias das 9h às 23h. O local também possui um restaurante e um bar. Outro ponto que paramos foi o monumento a chegada de San Martin a Paracas. O ponto fica numa área um pouco mais alta da cidade e você consegue ter uma vista panorâmica do litoral (primeira foto do post).


#Pracegover: Foto. Monumento. No meio uma torre de cor meio avermelhada, dos lados duas torres curvas brancas. Fundo céu azul com poucas nuvens.

O ponto final do tour foi pela Reserva Natural de Paracas. Realmente, os amantes de belezas naturais e paisagens vão gostar muito do local. É muito bonito, pois é o encontro do deserto com o mar. Existe um contraste geográficos e de cores incrível. Para um lado você olha só deserto de repente o mar. É muito bonito mesmo.

#Pracegover: 2 fotos. Na esquerda. Homem sentado de costas olhando para trás. Na frente penhasco. Em baixo mar do lado esquerdo águas claras. Na direita praia com areia meio avermelhada e uma elevação mais amarelada. Foto da esquerda. Barco no canto esquerdo em cima da areia. Na esquerda deserto, lado direito mar. Ao fundo cadeia de montanhas.

POR QUE DORMIR UM DIA EM PARACAS?

Bom, o tour pela reserva acabou no final da tarde. Então, qual a razão de dormir um dia em Paracas? Bom, você pode aproveitar a região litorânea para provar no jantar um dos principais pratos peruanos: o Ceviche. Além disto, o por do sol em Paracas é imperdível. Sem dúvidas é uma atração a parte.


#Pracegover: Foto por do sol. Ao fundo céu meio alaranjado. últimos raios de sol atrás de umas nuvens. Primeiro plano praia. Alguns coqueiros no canto esquerdo ao fundo. areia com alguns pássaros. Do lado direito, mar com um tom um pouco alaranjado refletindo raios de sol.

Ainda não convenceu que merece uma parada em Paracas? E se eu disser que lá tem hosteis bem baratos, com rede e com esta vista aqui do Pacífico?


#Pracegover: Foto de pernas em uma rede canto direito. Na esquerda um portão a frente aberto, mostrando o mar.

P.S. Se tiver interesse em conhecer outras cidades peruanas, veja este post (aqui). **Sugestão: Ouça a Playlist no Spotify do Peru (clique aqui)

#Peru #AméricadoSul #praias

CONHEÇA HUARAZ

O PARAÍSO NATURAL PERUANO

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • instagram_PNG11
  • Tumblr Social Icon
  • Spotify Social Icon

REDES SOCIAIS

Foto: Abrindo a Cabeça logo
Foto Leonardo Spagiani Paduan

ABRINDO A CABEÇA

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round

DICAS DE VIAGEM, CULTURA, CURIOSIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS, HISTÓRIAS DE MOCHILÃO E MUITO MAIS