MENDOZA: ROTEIRO DE 3 DIAS


Mendoza é um excelente destino na América do Sul, especialmente para viagens casais e família. A simpática cidade que fica no pé dos Andes está localizada no oeste da Argentina, próximo da fronteira com o Chile. A região de Mendoza é conhecida pelas vinícolas, cerca de 80% da produção vinho argentino é proveniente desta região. A cidade argentina é charmosa e de clima agradável.


#Pracegover: Foto colorida. Praça. Em primeiro plano gramado com algumas falhas. No meio uma instalação com o simbolo da cidade e escrito "Ciudad de Mendoza" na parte inferior. Ao fundo algumas árvores.

QUANTOS DIAS?

Apesar de vários pontos na região, não precisa gastar muitos dias de viagem para conhecer o essencial de Mendoza e região. Inclusive, é possível fazer uma visita a cidade num feriado prolongado. Em 2 dias já consegue ver o essencial. Em 3 dias, (2 noites na cidade) já é possível conhecer um pouco de cada faceta da cidade. Porém, se você for um amante de vinho, seria interessante reservar de 3 a 5 dias para conhecer mais as vinícolas locais. Neste post focaremos num roteiro de 3 dias.

ROTEIRO DE 3 DIAS:

O principal é reservar 1 dia para as vinícolas. Além dos vinhos, as "montanhas" são um grande atrativo da região, por isso reserve um dia para um "tour pelos Andes." E um terceiro dia para conhecer melhor o Centro e os atrativos da cidade de Mendoza, que é cheia de bons restaurantes e barzinhos.

1º DIA - O DIA DOS VINHOS:

O primeiro dia reserve para conhecer a degustação de vinhos. As vinícolas, na verdade, ficam em cidades próximas de Mendoza. As principais vinícolas encontram-se em Maipu e Lujan de Cuyo e Valle de Uco, cidades que estão a cerca de 30 min de Mendoza. Existem tours por vinícolas, no qual saem de Mendoza e levam a 3 ou 4 vinícolas. São cerca de 5 a 6 horas de passeio. Também existe a possibilidade de ir até essas cidades e fazer o passeio de bicicleta pelas vinícolas, especialmente em Maipu.


#Pracegover: Foto colorida. Foto colorida. pés de parreira. Ao fundo algumas árvores e céu azul, com nuvens.

Nas visitações são feitas degustações de vinho. Além disso, são passadas explicações desde a plantação até o final do produtivo. As vinícolas também abrem suas portas para visitação a parte interna das fábricas, onde é possível ver a produção e estoque de vinhos. Temos um post completo sobre a visitação nas vinícolas (aqui).


#Pracegover: Foto colorida barris de vinho enfileirados

2º DIA - TOUR PELAS MONTANHAS

No segundo dia reserve para conhecer a região das montanhas. As agências de receptivo de Mendoza oferecem este passeio. Praticamente o dia inteiro de tour. As vans ou micro ônibus passam na sua hospedagem logo pela manhã e segue para a região dos Andes. São feitas várias paradas no caminho. DICA: Leve dinheiro em espécie (pesos argentinos), pois nas paradas na estrada para almoço e compra de souvenirs, artesanato é difícil de ter estabelecimentos com cartão, ou que aceitem dólares.


#Pracegover: Foto colorida. Montanhas, ao fundo céu bem claro, quase branco.

Uma das paradas mais famosas do passeio é na entrada do Parque Provincial do Aconcagua, onde encontra-se a a montanha mais alta da América do Sul.


#Pracegover: Foto colorida. Ao centro da foto: placa "Bienvenidos Parque Provincial Aconcagua". Na lateral direita pedaço de estrada. Ao fundo montanha com partes coberta de neve.

Outra parada é numa estação de esqui, onde se pode esquiar no inverno. Em outras estações é possível pegar um teleférico e chegar no topo das montanhas onde encontra-se um pouco de neve.


#Pracegover: Foto colorida. No centro Teleférico com cadeiras. Ao fundo montanha com partes cobertas de neve.

Nesse tour ainda passamos pela lendária "Puente Inca", que tem relação com a história do povo indígena mais conhecido da América do Sul, os incas.


#Pracegover: Foto colorida. Puente Inca. Uma ponte de pedra colorida. Abaixo dela no canto direito uma construção de pedra.

Por fim temos uma parada em um mirante para ver a represa de Potrerrilos. Uma bela paisagem que mescla lago com montanhas.


#Pracegover: Foto colorida. Em primeiro plano grande lagoa com água azul clara. Ao fundo montanhas com algumas nuvens no céu.

3º DIA - ROLÊ PELA CIDADE

O terceiro dia reserve para conhecer mais a própria cidade de Mendoza. A cidade é bastante simpática, com belas praças e parques, além de museus e outros atrativos. Mendoza é muito arborizada, o que torna muito agradável caminhar pelas suas ruas.


#Pracegover: Foto colorida. Calçada de chão batido. Nos 2 lados do corredores árvores grandes com folhas bem verdes, projetando as sombras na calçada. No canto direito a frente alguns bancos. do lado esquerdo pedaço de avenida.

As praças devem ser uma parada na sua caminhada pela cidade. Em especial a Plaza Independência e a Plaza España.

#Pracegover: 2 fotos coloridas. Na Esquerda foto da Plaza Indepedência. Em primeiro plano vegetação rasteira, na frente de uma fonte. Nas laterais e ao gundo algumas árvores. Na foto da direita. Plaza España. Uma escultura no centro em cima de uma plataforma de azulejos.

Outro ponto que não pode ficar de fora é o Parque General San Martin. No local encontra-se um grande lago (foto), além do Museu de História Natural e o Estádio Malvinas Argentinas, que foi palco da Copa do Mundo de 1978.


#Pracegover: Foto colorida. Canto direito flor rosa. Atrás lago. Ao fundo algumas árvores e céu azul com nuvens.

Não deixe também de andar pelo Paseo Peatonal Sarmiento (foto), é um calçadão cheio de bares e restaurantes muito arborizado. Liga a Av. San Martin (uma das principais da cidade) a Plaza Independência. Outros pontos que você pode visitar é a Enoteca (Museu do Vinho), o Centro Cívico, a Catedral de Mendoza, o Mercado Central e o Cerro La Gloria.


#Pracegover: Foto colorida. Foto do Passeo Peatonal Sarmiento. Calçada, com árvores e canteiros dos dos lados.

COMO CHEGAR EM MENDOZA?

Atualmente, existem voos direitos de São Paulo para Mendoza, com duração de cerca de 3h30 a 4h. De outras partes do Brasil existem voos com conexões ou escalas. Caso, você esteja em Buenos Aires e quiser esticar até Mendoza, também existem opções de voos direito (cerca de 1h40 de viagem), ou ônibus em vários horários (de 14h30 a 18h de viagem, dependendo da companhia e trajeto do ônibus). Se você estiver em Santiago no Chile, é possível ir de ônibus ou avião para Mendoza. Se optar pelo ônibus atente-se para o clima, tendo em vista que a região é montanhosa e no inverno, por conta da neve, às vezes, a estrada fica fechada.

ACESSIBILIDADE:

De uma forma geral, Mendoza como a maioria das cidades tem seus problemas e acertos com a questão da mobilidade. Nos passeios das vinícolas fica um pouco restrito o acesso a pessoas com deficiência, pois algumas apresentam escadas, desníveis, etc. Falta acessibilidade. Na cidade, tem opções de hotéis e estabelecimentos adaptados para atender as pessoas com deficiência. Faltam ainda em espaços públicos, pisos táteis e outras estruturas para garantir a acessibilidade de forma adequada.

#Argentina #natureza #AméricadoSul

CONHEÇA HUARAZ

O PARAÍSO NATURAL PERUANO

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • instagram_PNG11
  • Tumblr Social Icon
  • Spotify Social Icon

REDES SOCIAIS

Foto: Abrindo a Cabeça logo
Foto Leonardo Spagiani Paduan

ABRINDO A CABEÇA

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round

DICAS DE VIAGEM, CULTURA, CURIOSIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS, HISTÓRIAS DE MOCHILÃO E MUITO MAIS