DICAS DA CROÁCIA


** SUGESTÃO: Escute a Playlist no Spotify da Croácia (aqui)

A Croácia é uma das repúblicas originadas do processo de desintegração da antiga Iugoslávia. O pequeno país do leste europeu, alcançou sua independência no início dos anos 90. Cerca de 20 anos depois, o mundo parece ter começado a descoberto a Croácia. Turistas de todas as partes tem cada vez mais procurado o país, que possui todos os tipos de paisagens, um clima agradável e um litoral recheado de belas praias, consideradas como entre as mais belas da Europa. Além disto, o país também é cenário de várias cenas da série, que virou uma verdadeira coqueluche nos últimos anos: Game Of Thrones.


#Pracegover: Foto Igreja de São Marcos (Zagreb) - Foto da Faixada da igreja. Prédio branco. Com 2 janelas e um porta central. Atrás da parte principal do prédio uma torre no canto direito. O telhado se destaca, as telhas formam os brasões da Crócia e de Zagreb. Na frente da igreja poucas pessoas. Atrás da igreja céu azul com poucas nuvens

A CROÁCIA DO ANDRÉ:

Para conhecer um pouco da "Pérola dos Balcãs", como é conhecida a Croácia, conversamos com o André Rodrigues Ramalho que conheceu o país, por meio de um intercâmbio de trabalho voluntário realizado junto à organização AIESEC. "O objetivo do intercâmbio era estudar e organizar ferramentas para fomentação e fortalecer o turismo na região central do país, mais especificamente na capital do país: Zagreb. Fiquei na Croácia em torno de 45 dias, divididos aproximadamente entre 40 dias em Zagreb, onde dividi um dormitório com um croata no campus da Universidade de Zagreb, e 5 dias no litoral, na cidade de Split", contou.


#Pracegover: Foto. Homem no canto direito (André), atrás dele um lago e cachoeiras de águas claras (Parque Nacional de Plitvic)

POR QUE A CROÁCIA?

André é bacharel em Relações Internacionais e destaca que tem curiosidade sobre assuntos relacionado a fatos históricos. De acordo com ele, os acontecimentos recentes no processo de desintegração da Iugoslávia influenciaram na sua escolha para o seu destino de intercâmbio. "O aspecto histórico do país e da região pesou na balança na hora de escolher a Croácia como destino de uma viagem. As questões como dissolução da Iugoslávia na década de 90 e a independência croata me chamaram atenção para o país. Devido a formação acadêmica, vejo como natural esta curiosidade em assuntos políticos alheios", explicou.

RESPEITO X CURIOSIDADE

Porém, o brasileiro comentou que a curiosidade tem que ser ponderada na hora de conversar com as pessoas, pois assuntos como estes são delicados. "Fiquei com uma sensação, muito parecida quando estive na Argentina e tratei do assunto Guerra das Malvinas com moradores da região de Ushuaia. É um assunto delicado, muitas vezes a nossa curiosidade paira sobre assuntos que aguçam a dor do outro, e temos que ter um cuidado gigante em determinadas abordagens. Com minha viagem senti que esta curiosidade não foi totalmente preenchida. Ouvi muitos relatos sobre os ocorridos na década passada, todavia, por conta do respeito ao próximo, acabei não me aprofundando em assuntos que gostaria muito", relatou.

Nosso entrevistado afirmou que deseja voltar, não apenas para sanar sua curiosidade sobre as questões históricas, mas por conta das belezas naturais do país."Com certeza, desejo voltar, especialmente para aproveitar o litoral (como as cidades de Pula, Zadar e principalmente Dubrovnik) e as ilhas do país, que são alguns dos pontos mais visitados da Europa durante o verão, concorrendo diretamente com as ilhas da Grécia", destacou.


#Pracegover: Foto. Mar em primeiro plano águas claras. Ao fundo margem cheia de árvores de médio porte. Mais ao fundo cadeia de montanhas. Céu azul sem nuvens.

QUALIDADE DE VIDA:

André conta que se pudesse até viveria na capital do país. "A qualidade de vida da Croácia me chamou a atenção. O tempo que fiquei no país me deixou a sensação de que poderia perfeitamente viver em Zagreb sem pensar duas vezes. A cidade apresenta estrutura invejável, os serviços públicos funcionam, o trânsito que se vê nas zonas centrais é praticamente insignificante", destacou.


#Pracegover: Foto Centro de Zagreb. Canto Esquerdo alguns prédios de tons marrom claro, cheio de janelas e de 3 a 4 andares. Na rua do lado, 2 ônibus elétricos (cor azul) Do outro lado na calçada da direita, em primeiro plano um poste, atrás uma árvore. Mais ao fundo algumas pessoas caminhando e um carro estacionado, seguido de algumas arvores. Prédios do lado da calçada similares aos descritos do lado esquerdo.

CIDADES CROATAS: O QUE VER?

Além de Zagreb, o brasileiro conheceu Samobor, Plitvička Jezera, Split e parte da Ilha Hvar. "Conheci Zagreb principalmente, até melhor do que cidades que já morei no Brasil. Por conta do projeto que me levou a visitar a Croácia, seria meu dever indicar Zagreb como um local a se conhecer! No entanto, apesar de ter amado a cidade (principalmente como um local para se viver, e não tanto para turistar) não há tantos atrativos como cidades concorrentes do turismo de capital, como Budapeste, Viena e Praga, que estão próximas. Quando a Croácia é só mais um destino em meio a um mochilão, como de costume, acredito que o mais indicado de se visitar seja o Parque Nacional de Plitvice e o litoral e suas ilhas, pois são os verdadeiros diferenciais do país.", conta.


#Pracegover: Foto Centro de Zagreb. Praça com algumas pessoas caminhando, ao fundo uma estátua de um homem em cima de um cavalo. Prédios do lado direito (cheios de janelas e de 3 a 4 andares) cores variadas (vermelho, amarelo e branco).

O brasileiro também fez algumas outras sugestões, caso você esteja planejando gastar uns dias da sua viagem por Zagreb. "Indico fortemente um passeio na montanha Medvednica, local que no inverno torna-se uma pista de esqui e abriga um campeonato bastante renomado na Europa (Snow Queen Trophy). O local também pode ser acessado em períodos quentes tanto por hiking. Com certeza, vale a pena fazer este passeio, pois o trajeto pela floresta é sensacional e de dificuldade média (1:30h de subida em ritmo moderado). Também tem opção de ir de carro ou transporte público, pois, há uma estrada que te leva ao pico da montanha (Sljeme, creio que fica em torno de 1.000m de altitude). Há várias opções de trilhas super bem sinalizadas que te levam ao topo, todas com alguns pontos de apoio no caminho", explicou.


#Pracegover foto teleférico monte Sljeme Ao centro as cadeiras do teleférico. Ao lado algumas árvores secas

"Outro ponto que indico caso passem pela capital é o parque Maksimir, que fica bem próximo ao centro e abriga o zoológico municipal. Em minha humilde opinião, o parque não fica nada atrás do Ibirapuera no quesito de beleza e atividades. Na verdade até gostei mais do parque croata, pois, é um local bem mais tranquilo do que o parque em São Paulo, cuja lotação constante quase sufoca", indicou André.

"O parque fica em frente ao estádio do Dínamo Zagreb, principal time de futebol da Croácia. Infelizmente não tive a chance de assistir um jogo porque a torcida estava fazendo boicote ao clube e não indo ao estádio em dias de jogos, como uma medida de manifestação contra a diretoria", lamentou o brasileiro.


#Pracegover: Foto. Escultura/instalação no parque Maksimi. Escultura metálica em formatos geométricos, 4 formas iguais. Ao fundo algumas árvores com folhas verdes

  • Samobor - É uma cidade pacata e extremamente simpática que fica próximo a Zagreb. É um refúgio para os croatas que moram na capital e excelente para aqueles que gostam de atividades como trilhas em montanhas. A cidade preserva um ar medieval.

  • Plitvička Jezera - A cidade que ficou conhecida pelos lagos do Parque Nacional Plitvice. Este é um dos principais atrações do país. Os lagos entraram para a lista de Patrimônios naturais da UNESCO. "Considero imperdível o Parque Nacional Plitvice, que para quem não conhece basta dar um Google (ou ver as fotos abaixo) para compreender o motivo. É um local espetacular, não tenho uma palavra única para descrever tamanha beleza e exuberância. É um destes locais – assim como as Cataratas do Iguaçu na fronteira do Brasil e Argentina – para se refletir sobre o quanto o ser humano não é nada perante a natureza, seja por sua grandiosidade, seja por sua beleza, esta última representada em sua plenitude pelos Lagos Plitvice", enfatizou André.

#Pracegover: 3 fotos: Primeira foto da esquerda. Algumas cachoeiras na esquerda. e um lago na frente das cachoeiras. Em primeiro plano uma árvore bem fina com folhas verdes. Segunda foto. Lago em primeiro plano com cachoeiras ao fundo. Terceira foto: Lago com cachoeiras visto de cima. No meio do lago uma passarela (em formato de "s") algumas arvores e vegetações nas margens do lago.

  • SPLIT - Cercado por montanhas, é o principal centro da região da Dalmácia, na costa do Mar Adriático. A cidade é um verdadeiro museu a céu aberto devido as ruínas e construções antigas. Um dos principais atrativos de Split são as ruínas de salona. Lá é possível ver as influências romanas no passado da região.


#Pracegover: Foto: Ruínas de Salona. Partes das ruínas de um anfiteatro, formato circulo. Ao centro grama.

  • Ilha Hvar - A Cróacia é cheia de ilhas, entre elas uma das mais conhecida (se não a mais conhecida) é a Ilha de Hvar. O local tem se tornado bastante balado, sendo comparado por alguns como a nova "Ibiza". Seu centro histórico é pequeno e bastante charmoso e a gastronomia local tem recebido muitos elogios dos turistas.


#Pracegover: Foto no canto esquerdo Homem de braços abertos, de pé (André) em cima de uma pedra. Atrás mar e ao fundo algumas montanhas.

GASTRONOMIA:

O brasileiro deu um dica de um prato e uma bebida croata. Veja a descrição de cada um feita pelo nosso entrevistado:

Ćevapi. Consiste em rolinhos de carne moída (semelhante à kafta), normalmente servidos acompanhados de pão sírio, cebolas, sour cream, queijo e molho picante. Vale muito a pena!


#Pracegover: Foto de um prato de Cevapi. Prato em cima de uma mesa de madeira. Prato branco com garfo e um guardanapo junto. No prato rolinhos de carne moída em um pão sírio

Bebida: Rakija! É a bebida tradicional croata, álcool destilado dos mais diversos cereais e frutos, tão marcante quanto nossa cachaça brasileira.

COSTUMES E CARACTERÍSTICAS:

Perguntado sobre os costumes croatas, o brasileiro afirmou que dois pontos chamaram sua atenção: o amor pelo país e o amor pelo café.

1. O AMOR PELA CROÁCIA "Por conta da história recente do país em termos políticos – com a independência frente à antiga Iugoslávia ocorrendo em 1991 de maneira conflituosa, sendo seguida pela Guerra da Bósnia, considerada o maior genocídio ocorrido na Europa no pós Segunda Guerra – a identidade nacional dos croatas é de uma força maior do que a que estamos acostumados no Brasil. O regionalismo no país é bastante forte, cada parte do país se orgulha muitos dos costumes locais específicos, mas ao mesmo tempo o valor que se dá à República da Croácia no sentido de união, é consensual", relatou André.


#Pracegover: Foto. Bandeira da Croácia em uma sacada . Ao fundo uma torre com relógio.

2. O AMOR PELO CAFÉ: "É surpreendente, agradável e impossível não reparar na cultura que o povo croata tem de fazer uma pausa (uma não, várias no decorrer do dia e de qualquer atividade) para se sentar em um bar e tomar um café. Surpreendeu, principalmente, porque nós (brasileiros) em geral só nos reunimos para tomar cerveja, normalmente após o final do expediente ou no final de semana. Na Croácia este costume é diferente, as pausas e reuniões para conversas são diárias, as pessoas mesmo que em horário de trabalho, de estudos, de atividade física, param o que estão fazendo, sentam-se em um café rodeados de amigos e colegas, e apreciam repetidamente a bebida mais tomada do mundo. É um costume para ser destacado e vivenciado, sem dúvida".

Uma outra característica que o brasileiro destacou é de que o povo croata dá muito valor ao dinheiro e à igualdade. André afirma que isto se deve principalmente às experiências de pobreza já vividas pelo seu povo, consequência da recente história de guerra pela qual o país passou.

DICAS DO ANDRÉ:

  • O país faz parte da União Europeia, mas ainda não faz parte da zona do Euro e do Espaço de Schengen, que prevê a livre circulação de pessoas pelos países-membros. No entanto, aplica-se a mesma política de 90 dias isentos de visto para turismo no país.

  • A moeda do país é a Kuna, que costuma ser menos valorizada que o real. O Euro é bastante aceito no país, e é extremamente fácil trocar a moeda pelos centros das cidades, há casas de câmbio em todos os cantos.

  • Se possível levem consigo um adaptador universal de tomadas. Atentem-se ao fato de que a energia elétrica no país é 220v.

ESTRUTURA TURÍSTICA

Segundo o brasileiro, a estrutura turística da Croácia é boa. "No litoral há bastante opção de estadia, e a locomoção entre as cidades não é das mais complicadas quando se precisa viajar de ônibus. Há também a estação de trem para viagens internacionais com destinos e preços variados, dependendo da velocidade dos comboios. Caso chegue de avião como eu cheguei em Zagreb, não se assuste com o tamanho do aeroporto. É menor que uma rodoviária de uma cidade pequena no Brasil", destacou.


#Pracegover: Foto fachada do aeroporto de Zagreb. Prédio todo com de vidro. Teto meio moderno, em formato de onda. Céu azul escuro (fim de tarde) Foto: Google Street View.

ACESSIBILIDADE:

André afirmou que a questão da acessibilidade na Croácia está bem mais adiantada do que no Brasil. "De imediato, algo que atraiu minha atenção foi a grande quantidade de pessoas com deficiência visual, física, cadeirantes e pessoas com amputações que encontrava na rua, diariamente. Inicialmente, pensei ser consequência dos conflitos recentes. Porém, com o tempo percebi que isto se deve ao fato de que a Croácia (especialmente Zagreb)está mais preparada para dar acesso à pessoas com necessidades especiais, muito diferentemente do Brasil. Na Croácia senti que as pessoas com deficiência tinham toda estrutura necessária para sair pelas ruas, andar nas calçadas, pegar qualquer tipo de transporte público, sem dificuldades. Diferente do que acontece em muitas partes do Brasil que sofre com à falta de estrutura de acessibilidade. Senti que lá as pessoas tinham a mesma liberdade e capacidade de ir e vir que as pessoas sem deficiência. Portanto enxergo a Croácia anos à frente do Brasil no quesito acessibilidade", concluiu.

RELACIONAMENTO COM OUTROS POVOS:

André relata que o relacionamento entre croatas e brasileiros é muito bom e que sempre foi muito bem tratado no país. Porém, ele relata que existem alguns preconceitos no país. "Percebi inúmeras piadas direcionadas ao povo cigano. Não vejo como exclusividade do povo croata, e sim da Europa como um todo. Outros detalhes precisam de nossa atenção, como o fato de quase não se ver negros no país. Por isto, percebe-se que o povo croata quando vê algum negro na rua fica observando, sem preconceitos aparentemente, mas causa uma certa "curiosidade" (quase como algo infantil - como se estivesse vendo algo pela primeira vez).

COMUNIDADE LGBT+

A Croácia, como vários países no mundo, tem tido avanços e alguns manifestações retrogradas no que diz respeito aos direitos da comunidade LGBT+. Recentemente, assim como aconteceu no Brasil, livros infantis que tratam da questão de gênero causaram manifestações conservadoras. Em contrapartida, numa rápida pesquisa pela internet são encontrados relatos de croatas da comunidade LGBTQ+ afirmando que tem melhorado a situação no país. De acordo com o MRE (Ministério das Relações Exteriores do Brasil), não há impedimentos legais a relações entre casais do mesmo sexo na Croácia. Cidadãos LGBT são protegidos por legislação anti-discriminação e eventos LGBT ocorrem no país. Todavia, o MRE alerta, que já foram registrados crimes praticados contra cidadãos LGBT na Croácia.

#Croácia #Europa

CONHEÇA HUARAZ

O PARAÍSO NATURAL PERUANO

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • instagram_PNG11
  • Tumblr Social Icon
  • Spotify Social Icon

REDES SOCIAIS

Foto: Abrindo a Cabeça logo
Foto Leonardo Spagiani Paduan

ABRINDO A CABEÇA

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round

DICAS DE VIAGEM, CULTURA, CURIOSIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS, HISTÓRIAS DE MOCHILÃO E MUITO MAIS