top of page
  • Foto do escritorLeonardo S. Paduan

CONHEÇA A CASA DE ANNE FRANK: UMA JORNADA EMOCIONANTE PELO PASSADO EM AMSTERDAM


Amsterdam é uma cidade encantadora e repleta de história, e uma das atrações mais populares é a Casa Anne Frank. Visitar este lugar é uma oportunidade única de conhecer um pouco mais sobre a vida de Anne Frank e sua família durante a Segunda Guerra Mundial.


Quem foi Anne Frank?

Anne Frank foi uma jovem judia nascida em Frankfurt, na Alemanha, em 1929. Anne mudou-se com sua família para Amsterdam, na Holanda, em 1933. A família Frank se estabeleceu na capital holandesa para escapar da crescente perseguição aos judeus na Alemanha nazista. Porém, durante a Segunda Guerra Mundial, os nazistas invadiram também a Holanda. A invasão foi parte da ofensiva geral da Alemanha nazista contra vários países europeus, conhecida como Blitzkrieg (guerra relâmpago), que começou em 1º de setembro de 1939, com a invasão da Polônia.

Após a rendição dos Países Baixos em 15 de maio de 1940, os nazistas estabeleceram um regime de ocupação na Holanda, que durou até o final da guerra, em 1945. Durante esse período, os nazistas impuseram várias restrições aos judeus e outras minorias, levando a perseguição, deportação e morte de milhares de pessoas.

A invasão da Holanda pelos nazistas teve um impacto direto na vida da família Frank. Em 1942, Anne, sua irmã e seus pais tiveram que se esconder em um Anexo Secreto no prédio onde o pai de Anne trabalhava. O esconderijo da família Frank foi um testemunho da resistência contra a opressão nazista na Holanda. A coragem e a determinação da família Frank, juntamente com outras pessoas que os ajudaram a se esconder, são exemplos da luta contra a injustiça e a violência. Toda a vivência da família e as emoções de viver escondidas é documentada por Anne em seu diário.

Infelizmente, em 4 de agosto de 1944, após mais de dois anos escondidos no Anexo Secreto em Amsterdam a família Frank foi descoberta pelos nazistas. Um informante, ainda desconhecido, denunciou o esconderijo para as autoridades, que chegaram ao local e prenderam todos os oito habitantes do anexo, incluindo Anne Frank. A garota, sua irmã e seus pais foram enviados para campos de concentração. No início de 1945, no campo de concentração de Bergen-Belsen, na Alemanha, Anne contraiu tifo, uma doença altamente contagiosa transmitida por piolhos, que era comum em condições de superlotação e higiene precária, como era o caso nos campos nazistas.

A doença se espalhou rapidamente entre os prisioneiros e Anne ficou gravemente doente e acabou falecendo. Sua irmã Margot também morreu pela mesma doença. De todos que viveram no Anexo Secreto, apenas Otto, o pai de Anne, sobreviveu ao Holacausto.


Diário de Anne Frank

Anne Frank começou a escrever seu diário em 12 de junho de 1942, pouco antes de ela e sua família se esconderem no anexo secreto em Amsterdam. Ela ganhou o diário em seu aniversário de 13 anos e decidiu que iria usá-lo para registrar seus pensamentos e sentimentos durante o tempo em que estivessem escondidos. Durante os mais de dois anos que a família permaneceu no esconderijo, Anne continuou a escrever em seu diário, documentando sua vida, seus sonhos e seus medos.

O diário de Anne Frank foi publicado em 1947, quando Otto Frank com a ajuda de amigos, decidiu tornar público os escritos de sua filha falecida, com a esperança de que as palavras de Anne pudessem ajudar a educar o mundo sobre os horrores da guerra e a importância da tolerância e do respeito pelos direitos humanos. O diário tornou-se um best-seller mundial e continua a ser uma fonte importante de inspiração e reflexão até os dias de hoje. A obra também serviu de base para filmes e diversas produções culturais.

Livro: O Diário de Anne Frank
Capa livro: O Diário de Anne Frank
 

O Museu

Visitar o Museu Anne Frank é uma experiência completamente emocionante e imersiva. Durante o tour, você têm a oportunidade de percorrer os espaços originais da casa, preservados como estavam na época em que Anne e sua família viveram ali. É possível percorrer a mesma passagem que foi usada pela família Frank e pelos outros escondidos para acessar o Anexo Secreto, onde viveram por mais de dois anos durante a Segunda Guerra Mundial. A passagem secreta é um dos pontos mais emocionantes e impressionantes do museu, e mexe completamente com as emoções.

O acervo do Museu Anne Frank ainda inclui objetos pessoais, fotografias, cartas e documentos que ajudam a contar a história de Anne Frank e sua família durante o período de perseguição e esconderijo. Além disso, há exposições interativas que apresentam informações sobre a vida durante a guerra e a história da perseguição aos judeus na Europa. Outro ponto alto da visita é a sala onde está o os famoso diário de Anne Frank. É possível conhecer o museu com calma e dando tempo para absorver tudo que ele possui em cerca de 1h30 a 2h. No entanto, isso pode variar dependendo do interesse e da disponibilidade de cada visitante para explorar a exposição.

O tour pela casa é um convite a reflexão sobre os valores universais de liberdade, respeito e justiça. Visitar e preservar lugares assim é fundamental para mantermos a memória viva. Ao lembrar e contar as histórias das vítimas e dos sobreviventes desses regimes, mantemos viva a memória das atrocidades cometidas e ajudamos a conscientizar as pessoas sobre as consequências nefastas.

 

Informações Gerais para Visitar o Museu

  • Localização e Como Chegar?

A Casa de Anne Frank ( Anne Frank Huis - em Holandês) está localizada no centro de Amsterdam, na Prinsengracht 263-267. Há várias opções de transporte público disponíveis para chegar lá, incluindo ônibus, bonde e metrô. A estação de bonde mais próxima é a Westermarkt, que é servida pelos bondes 13 e 17. A estação de metrô mais próxima é a estação Nieuwmarkt, que fica a cerca de 15 minutos a pé da Casa de Anne Frank.


  • Horário de Funcionamento:

Diariamente das 9h às 22h. Exceto no Yom Kipur, feriado judaico. Em alguns feriados da Holanda, bem como Natal e Ano Novo o horário da visitação é menor. Por isso, confira no site oficial do museu antes de programar sua visita.


  • Preço:

Ingresso para adulto: 16 € (euros) - Aproximadamente R$ 88,00 (dados abril de 2023).

Ingresso menores de idade (10 a 17 anos) 7 € (euros) - Aproximadamente R$ 39,00

Ingresso menores de idade (0 a 9 anos) 1 € (euro) - R$ 5,50


  • Acessibilidade:

Não é completamente acessível para pessoas com deficiência física, pois possui muitas escadas estreitas e íngremes. No entanto, existe uma plataforma elevatória que permite o acesso à loja e ao primeiro andar da casa. A plataforma só pode ser usada por visitantes que estejam em uma cadeira de rodas ou que tenham dificuldade em subir as escadas.

Existem recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Alguns dos recursos disponíveis incluem: Guias em áudio em vários idiomas, incluindo holandês, inglês, francês, alemão, espanhol, italiano, russo e hebraico. Esses guias fornecem descrições detalhadas dos cômodos e exposições da casa. Informações em braile e mapas táteis também estão disponíveis. Cães-guia: são permitidos porém não podem acessar todos os cômodos do museu. É recomendável entrar em contato com a Casa de Anne Frank com antecedência para verificar as opções de acessibilidade.


  • Fotografia:

Não é permitido tirar fotos dentro da casa de Anne Frank, exceto no local designado no final do percurso do museu. O espaço adota essa política para proteger a integridade das exposições.


DICAS:
  • NÃO LEVE MOCHILA. O museu não permite mochilas, bolsas grandes ou guarda-chuvas dentro da casa de Anne Frank. Apesar de ter um guarda volumes, apenas bolsa pequenas podem ser deixadas lá.

  • MONUMENTO ANNE FRANK: Cerca de 100 metros para o lado na rua Westmarket encontra-se um estátua em homenagem a Anne.

Estatua em homenagem a Anne Frank
Estatua em homenagem a Anne Frank. Foto: Leonardo S. Paduan

Para saber mais sobre Anne Frank e sobre a visitação veja o site oficial do Museu.

 

O QUE VER POR PERTO?


Acabou o tour pela Casa Anne Frank. E agora o que mais tem para ver na região?

  • Igreja Westerkerk (50m): uma bela igreja protestante do século XVII, ao lado da casa de Anne Frank. É possível subir a torre para ter uma vista incrível de Amsterdã.

  • Praça Dam (600m): uma das principais áreas de compras de Amsterdã, com lojas, restaurantes e bares. Também é o lar do Palácio Real de Amsterdã.

 

179 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • instagram_PNG11
  • Tumblr Social Icon
  • Spotify Social Icon

REDES SOCIAIS

Foto: Abrindo a Cabeça logo
Foto Leonardo Spagiani Paduan
bottom of page