SÍTIO SANTO ANTÔNIO: HISTÓRIA NO INTERIOR PAULISTA


O poeta Mario de Andrade uma vez disse: "Vagar assim pelos mil caminhos de São Paulo, em busca de grandezas passadas, é trabalho de fome e de muita, muita amargura. Procura-se demais e encontra-se quase nada". Todavia, de vez em quando, encontramos algumas relíquias histórias em terras paulistas que valem a pena conhecermos. É o caso da Casa Grande e Capela do Sítio Santo Antônio, em São Roque.


#Pracegover: Foto colorida. Em primeiro plano gramado, ao fundo lateral da casa grande. Casa branca com 2 janelas no canto. Entrada da casa observa-se uma escada e uma plataforma de pedra. Atrás algumas árvores. Céu azul sem nuvens.

Localizada a apenas uma hora da capital paulista, São Roque é bastante famosa pelas vinícolas e pela "Estrada do Vinho". Muitos paulistanos nos finais de semana costumam fazer uma viagem de bate-volta para a cidade interiorana para desfrutar dos bons restaurantes e dos vinhos locais. Porém, muitos acabam não conhecendo o "Sítio Santo Antônio", local considerado como um dos importantes conjuntos de sítios Bandeiristas.

O sítio contém a Capela de Santo Antônio e Casa-Grande do Capitão Fernão Paes de Barros, construções de arquitetura do período colonial do Brasil (século XVII). Ao longo de sua história, o sítio também pertenceu ao Barão de Piratininga, Antônio Joaquim Rosa, e justamente a Mário de Andrade, que se encantou com o lugar, adquiriu e posteriormente acabou doando ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Atualmente, o conjunto arquitetônico é tombado pelo IPHAN.

A CASA GRANDE

A casa-grande do Sítio de Santo Antônio foi construída por volta de 1640, pelo bandeira Fernão Paes de Barros. A construção possui cômodos muito grandes com paredes bem grossas. A planta da casa foi feita em uma forma retangular, apoiado em uma grande plataforma de pedra. A construção foi feita em taipa de pilão, sobre embasamento de pedra.

O telhado é formado por telhas conhecidas como "telha canal em quatro águas", são telhas que deixam a luz passar, típico de construções bandeiristas daquele período. Destaca-se também que haviam poucas janelas, e as que havia eram protegidas por balaústres de madeira. Interessante ressaltar que dentro da casa, um dos cômodos era uma pequena capela.


#Pracegover: Foto colorida. entrada da Casa grande. No primeiro plano gramado, seguido de escada e plataforma de pedra. Em cima da plataforma homem de pé com um braço escorado em uma das pilastras de madeira da frente da casa.

A CAPELA DE SANTO ANTÔNIO

A construção da Capela, ocorreu em 1681, por conta da insistência de dona Maria Mendonça, esposa do bandeirante. Situada a poucos metros da Casa Grande, a capela também foi feita de taipa de pilão, com exceção de sua torre que foi construída com pedra e recoberta com barro.


#Pracegover: Foto colorida da Igreja de Santo Antônio. Edificação branca, com uma plataforma de pedra e uma escada na sua frente. Uma pequena torre no seu canto direito na frente. 2 mulheres em cima da plataforma na entrada da capela. A edificação é cercada por um gramado e na parte de trás cheia de árvores. Céu azul sem nuvens.

A construção foi feita no parâmetros das capelas jesuíticas, sendo considerada diferente das edificações religiosas de sua época. A capela também possui pouca mobília, sendo penas o altar-mor folheado a ouro e a pia batismal originais da construção. É uma capela bastante simples e pequeno, porém onde realmente foi utilizada para celebração de missas.


#Pracegover: Foto colorida de um pequeno altar dentro da capela. No centro um santo antônio. Teto de madeira com pintura colorida.

POR QUE VISITAR?

Pelo valor histórico do lugar, a Casa Grande é reconhecida como a mais antiga edificação construída em taipa de pilão de todo o Estado de São Paulo. O lugar transpira história. A visitação é guiada, logo é como ter uma aula de história "in loco". Se você for um(a) amante de lugares bucólicos, também é um lugar muito bonito de se conhecer, afastado da cidade o sítio transmite uma paz.

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

ACESSIBILIDADE: O lugar infelizmente ainda é pouco acessível. Da portaria até a área das construções tem um caminho um pouco íngreme e de acesso um pouco limitado. Além disso, existem escadas nas entradas da Casa e da Capela.

LOCAL: Estr. Mário de Andrade, km 8, acesso pela Av. 3 de Maio, 8 km. Melhor maneira é ir de carro, pois fica afastado do centro da cidade. O lugar possível espaço para estacionar o carro. Fica cerca de 8km do centro de São Roque, 5 km do Ski Mountain (parque de esqui artificial) e uns 13 km da Estada do Vinho.


#Pracegover: Mapa com rota de São Roque até o Sitio

HORÁRIO: De segunda a sexta, apenas com agendamento. Sábado, domingo e feriados, das 9h30 às 16h30. O local apresenta 2 funcionários, um na portaria e outro que faz a visitação guiada. ENTRADA GRATUITA.

#SãoPaulo #Sudeste #Brasil #história

CONHEÇA HUARAZ

O PARAÍSO NATURAL PERUANO

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • instagram_PNG11
  • Tumblr Social Icon
  • Spotify Social Icon

REDES SOCIAIS

Foto: Abrindo a Cabeça logo
Foto Leonardo Spagiani Paduan

ABRINDO A CABEÇA

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round

DICAS DE VIAGEM, CULTURA, CURIOSIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS, HISTÓRIAS DE MOCHILÃO E MUITO MAIS