MARIA FUMAÇA EM MG: VIAJANDO PARA O SÉCULO XIX


Quem disse que viajar no tempo não é possível? Certamente, esta pessoa não teve a oportunidade de embarcar na Maria Fumaça que faz o trecho de Tiradentes a São João Del Rei em Minas Gerais. Ao entrar no trem, você viaja para o século XIX.

HISTÓRIA DA FERROVIA:

No dia 28 de agosto de 1881 era inaugurada a Estrada de Ferro Oeste de Minas (EFOM) que contava então com as estações de Sítio, Barroso e São José del-Rei. Posteriormente, a EFOM ganhou novas estações. A ferrovia foi inaugurada por D. Pedro II. Nessa época, por onde passava o trem já despertava o interesse e a emoção dos moradores. Alguns historiadores chegaram a considerar a Estrada de Ferro Oeste de Minas como a primeira ferrovia do estado, já que as demais possuíam suas sedes no Rio de Janeiro.

A ferrovia de São João del-Rei possuía características bastante peculiares, que a tornaram muito especial. Sua bitola estreita, de 76 centímetros, a fez herdar o carinhoso apelido de "Bitolinha". Desde sua fundação, a ferrovia nunca parou de funcionar. Atualmente o único trecho ainda em funcionamento é o que liga Tiradentes a São João del Rei. Sendo que a Maria Fumaça só funciona com a finalidade de turismo.


FOTO: Maria fumaça

#Pracegover: Foto em Preto e Branco. No canto esquerdo estação de trem. Ao centro Maria Fumaça nos trilhos

O PASSEIO

O passeio é uma verdade viagem no tempo já que é feito em locomotivas e vagões centenários. Porém, vale ressaltar que todos são muito bem conservados. O trecho da ferrovia entre Tiradentes e São João Del Rei é de 12 quilômetros, com vista para a Serra São José e margeando o Rio das Mortes. CURIOSIDADE: O rio foi cenário da Guerra dos Emboabas, onde havia capões de mato e fortificações em que os paulistas se escondiam. Embora, essa guerra tenha provocado muitas mortes, diz-se que o nome do rio deve-se ao fato de que muitas pessoas tenham morrido na tentativa de atravessar o rio a nado para não pagar o pedágio estabelecido por Tomé del Rei.