A VIDA DE UMA BRASILEIRA NO IRÃ


** Sugestão: Lista do Spotify do Irã (clique aqui)

O Irã é berço dos persas, uma das grandes civilizações da antiguidade. Vamos fazer um tour virtual pelo país do Oriente Médio? Para conhecer melhor o país, conversamos com a guia de turismo brasileira Fernanda Mahmoodi que entre e vindas já passou cerca de 04 anos no Irã. "Mudei para o Irã pela oportunidade de trabalho e por ser casada com um Iraniano. Eu considero os dois países como minha residência, pois passo parte do tempo no Irã trabalhando e outra parte no Brasil descansando e revendo os familiares", explicou.


#Pracegover Foto: Mulher (Fernanda) de braços abertos, ao fundo algumas ruínas de uma fortificação de barro.

Durante sua estadia no país, Fernanda já teve a oportunidade de conhecer várias cidades, entre elas estão: Tehran, Kashan, Isfahan, Shiraz, Yazd, Bam, Rayen, Tabriz, Jolfa, Kerman, Mahan, Karaj, Shomal e Kandovan. "Em cada cidade tem algo que me encanta, mas se for para escolher uma cidade que eu não me canso de visitar, sem dúvida seria Isfahan", indicou.

ISFAHAN

Isfahan é considerada por muitos turistas como a cidade mais bonita do Irã. Localizada no centro do país, a cerca de 350km da capital, Teerã, a cidade é famosa pela sua arquitetura persa-islâmica. Entre os pontos mais visitados de Isfahan está a Praça de Naqsh-e Jahan, a segunda maior praça do mundo. A praça está rodeada por importantes edifícios da história do país, como por exemplo: a Mesquita Shah o Palácio de Ali Qapu e a Mesquita de Sheikh Lotf Allah. Além do Bazar de Isfahan com mais de 500 lojas e mais de 130 tipos de artesanatos diferentes.


#Pracegover: Foto da Praça de Isfahan. Longos canteiros cheios de pequenas arvores com alguns corredores. Pessoas andando ao redor da praça e prédios cercando toda a praça. FOTO: Fernanda

O QUE NÃO PODE FICAR DE FORA??

A guia de turismo, além de Isfahan apontos outros pontos que você deve colocar na sua lista de lugares para visitar no Irã. "Não pode ficar de fora a visita a Persepolis, Nash-e- Rostan e Passargada. São os lugares aonde se encontram as Tumbas dos Reis da Pérsia. Claro, também recomendo a todos que puderem visitar as principais cidades da antiga “Rota da Seda”, vão se emocionar e se impressionar com tamanha grandeza, inteligência, beleza e arquitetura que foi construída pelo povo Persa antes mesmo de Cristo", concluiu.


#Pracegover: Foto Mulher (Fernanda) ao fundo a tumba do Rei Ciro, O grande. Com diversas pessoas ao redor.

COSTUMES:

Uma dos costumes que Fernanda mais gostou no país foi o prazer do povo em fazer piqueniques familiares. "Não importa o local, eles estendem a toalha ou tapete no chão e aproveitam o tempo em família, coisa rara de se encontrar em um mundo tão preocupado em estar sempre online", destacou.

Entre os diferentes costumes do Irã, o que mais chamou atenção da Fernanda foi a maneira de utilizar os talheres nas refeições. "A tradição é comer com colher e garfo, e não de garfo e faca como no Brasil. Eles utilizam o garfo para auxiliar como se fosse a faca e a colher que vai a boca", explicou.

GASTRONOMIA

Além do tradicional Kebab (espetos de carne e frango assados na brasa), Fernanda indicou um prato tradicional do país. "Recomendo provar a típica sopa chamada Ash Reshteh, uma deliciosa sopa feita com lentilha, grão de bico, feijão, verduras e um macarrão bem fino. Para dar sabor utilizam o famoso molho chamado Kashk. Também, não deixem de provar a bebida típica chamada “Dough”, que apesar de ser feita com iogurte, água e sal, promete ser muito refrescante e saudável".


#Pracegover: Um prato branco de Ash Reshteh. Uma sopa com macarrão, lentilha, grão de bico e verduras.

DICAS DA FERNANDA

  • RESPEITO: A principal dica é respeitar as leis e a cultura do país, se vestir adequadamente para sair nas ruas.

  • CUIDADO COM OS SINAIS: Um gesto importante que nunca se deve fazer para um Iraniano é o sinal de positivo, pois para eles esse sinal te significado diferente, que é uma ofensa.

  • CLIMA: Pesquise bem o país e a estação do ano para saber que roupa levar, pois o país tem as 4 estações bem definidas.

  • SEM ÁLCOOL: Não leve na mala nenhum tipo de bebida alcoólica, pois bebida alcoólica é proibida no país.

  • CÂMBIO: Quanto a dinheiro, leve o que puder em dólar ou outra moeda para fazer o câmbio, pois você só consegue utilizar cartões de crédito nos principais bazares e nas compras de tapetes. No restante os únicos cartões aceitos lá são de Bancos Iranianos.

RELAÇÃO IRÃ X BRASIL

De acordo com Fernanda, o povo iraniano é extremamente receptivo com todos os estrangeiros. "Sempre pedem para tirar uma foto com eles e estão sempre felizes por receber pessoas do mundo todo. Quando se fala que é brasileiro, eles se animam bastante, visto que a principal alegria deles é o futebol. Inclusive tem uma cidade no Irã que se chama Abadan que é torcedora fiel da seleção brasileira e do nosso país", comentou.

EXPECTATIVA x REALIDADE

Muitas vezes, antes de iniciarmos uma viagem temos uma expectativa e estabelecemos pré conceitos sobre o nosso destino. Porém, nem sempre essa ideia do lugar condiz com a realidade. Por isto, perguntamos a Fernanda qual era sua expectativa sobre o Irã. "Esperava encontrar um país muito antigo, longe da modernidade e com muitas restrições. No entanto, encontrei um país moderno, onde você encontra toda a tecnologia necessária. Um transporte público extremamente funcional, onde você encontra metrôs novos e estações com decorações lindíssimas. Também você observa que as mulheres tem liberdade de trabalhar, de dirigir e de ter uma rotina diária como qualquer outra mulher no Brasil e no mundo", contou.


#Pracegover: Foto Estação de Metrô no Irã. Na foto a parte das catracas todas automatizadas, um senhor passando no canto direito. Destaque para um grande lustre.

ESTRUTURA TURÍSTICA

A brasileira afirma que o Irã possui uma boa estrutura turística. "A cada dia estão buscando melhorar, hotéis você pode encontrar desde 5 estrelas até hospedagens em casas antigas. Informações turísticas, sinalizações e indicações vai depender das cidades visitadas, pois nem sempre você vai conseguir se virar somente falando inglês. Muitos jovens falam inglês, porém, ainda não é todo o país que tem o domínio da língua. Muitas estradas tem sinalizações somente no idioma Persa, então eu recomendo sempre para os turistas se tiverem condições de viajar com um guia, sem duvida sua viagem ficará muito mais fácil", informou.

ACESSIBILIDADE:

A brasileira afirma que neste quesito o Irã ainda precisa melhorar muito. "Infelizmente as cidades não possuem muita acessibilidade com rampas, marcações ou braile", informa.

Gostou do Irã? Tem interesse em conhecer o país? Entre em contato com Fernanda pelo e-mail: turismohm@gmail.com

ou pela página do Facebook Iran by Brazil.

#Irã #Ásia

CONHEÇA HUARAZ

O PARAÍSO NATURAL PERUANO

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • instagram_PNG11
  • Tumblr Social Icon
  • Spotify Social Icon

REDES SOCIAIS

Foto: Abrindo a Cabeça logo
Foto Leonardo Spagiani Paduan

ABRINDO A CABEÇA

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round

DICAS DE VIAGEM, CULTURA, CURIOSIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS, HISTÓRIAS DE MOCHILÃO E MUITO MAIS